capa
Publicidade na web e em outdoor deve pagar tributo
São Paulo, 31 de Outubro de 2012 ás 12h14

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) aprovou ontem um projeto de lei que tenta reforçar o caixa dos municípios e acabar com incertezas na incidência de impostos sobre a inserção de publicidade na internet e em outdoors.

Elaborado pelo deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), o projeto seguiu para o plenário do Senado em regime de urgência.

A proposta prevê a cobrança de ISS (Imposto sobre Serviços) sobre a publicidade em meios "que não sejam livros, jornais, periódicos, rádio e televisão".

Segundo o parecer do CAE, uma lacuna jurídica abria brecha para o não recolhimento do tributo.

No lugar, previa o pagamento de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) por agências de publicidade que utilizam esses meios de comunicação aos Estados. A troca havia sido proibida pelo Supremo Tribunal Federal.

"Isso é um avanço. Quem administrou prefeituras sabe o quanto isso é importante para a reorganização de municípios médios", disse o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM). O projeto foi elogiado por integrantes da oposição.

Além da aprovação do requerimento de urgência, os senadores fecharam um acordo para evitar que o texto fosse alterado e, assim, retornasse à Câmara. Deve ser aprovado com apenas um veto da presidente Dilma Rousseff.
 



Folha de S.Paulo (31/10/2012)



Comentários

    Atenção para o vencimento: 31 de janeiro
    

  Cadastre-se e receba nossa
  newsletter mensal




Filiado à

Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de São Paulo - Av. Brigadeiro Faria Lima, 1656 2°andar - Conjunto 21 - Jardim Paulistano
CEP 01451-001 - São Paulo - SP - Telefone: 11 3035-0099 - atendimento@sinaprosp.org.br

Todos os direitos reservados – Sinapro-SP – Desenvolvido por Dainet