capa
Toninho Rosa lança Instituto para discutir Midia
São Paulo, 20 de Setembro de 2012 ás 08h58

O rádio demorou 38 anos para atingir 50 milhões de pessoas. A televisão apenas 13. A internet demorou míseros quatro anos para alcançar este número. Ela chegou há menos de 20 anos no Brasil e ainda é uma incógnita. Como lidar com este meio tão veloz e mutável? Qual é a receita para obter êxito nos negócios da rede? Com o objetivo de responder a esta e outras perguntas, o Instituto Antonio Rosa foi criado.

Idealizado pelo fundador de mesmo nome, o Instituto pretende discutir os temas que mais inquietam os comunicadores contemporâneos. A inauguração da entidade será marcada pelo curso "Tecnologia aplicada à comunicação", que será ministrado pelo próprio Toninho, como é conhecido. "As novas tecnologias estão entrando de verdade no negócio da Mídia. Os profissionais não conseguem ver isso", explica Rosa, eleito por três vezes consecutivas membro da elite da tecnologia do Brasil pela Revista Info-Exame (1999, 2000 e 2001).

Precursor em sua área, Toninho criou a primeira empresa especializada em Mídia do Brasil, a Dainet Multimídia e Comunicações (em japonês "dai" significa “primeira” e, em inglês, "net" significa “rede”). O executivo alerta que ainda não há uma preocupação completa para o estudo da mídia combinado com a tecnologia. "Os 100 anos da mídia valem como referência para o futuro, mas não como perspectiva do porvir", analisa o vencedor do Prêmio Caboré em 1991 como melhor profissional de mídia do Brasil.

O aviso de Toninho, conselheiro do portal Adnews, é corroborado por pesquisas como a do Comitê Gestor da Internet, cujo resultado aponta que o uso da web móvel no Brasil triplicou em um ano. "O conteúdo precisa ser adaptado. Não é só 'jogá-lo' na rede ou nos smartphones. É preciso saber fazer isso", analisa.

Mas e a publicidade? Como ela se porta frente aos novos rumos da mídia? "A DM9DDB, por exemplo, ganhou a conta digital das tintas Suvinil, ou seja, a NBS, que cuida do resto da conta da empresa, talvez não tenha a estrutura para atendê-los plenamente", exemplifica.

O primeiro curso do Instituto, que acontece em outubro, irá abordar, entre outros assuntos, o impacto das redes sociais nas mídias, a facilitação na distribuição de vídeos e o advento da SmarTV,  que segundo Toninho, será o futuro. "A estimativa da Sony é que o Brasil tenha entre 15 e 20 milhões de aparelhos conectados em 2015. É preciso discutir como lidar com tal mudança", finaliza.

Serviço
Curso: Tecnologia Aplicada à Comunicação (Vagas limitadas)
Organização: Instituto Antonio Rosa
Temas abordados: Impacto da Smartv, Propaganda Viral, Redes Sociais, Redes 4G, Aplicativos para iPhone, iPad e Android, Google/Apple e seus aparelhos de TV, entre outros.
Período: 1 a 4/10
Horário: das 19h30 às 22h30
Mais informações: http://www.institutoantoniorosa.com.br/

 



AdNews (19/9/2012)



Comentários

    Atenção para o vencimento: 31 de janeiro
    

  Cadastre-se e receba nossa
  newsletter mensal




Filiado à

Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de São Paulo - Av. Brigadeiro Faria Lima, 1656 2°andar - Conjunto 21 - Jardim Paulistano
CEP 01451-001 - São Paulo - SP - Telefone: 11 3035-0099 - atendimento@sinaprosp.org.br

Todos os direitos reservados – Sinapro-SP – Desenvolvido por Dainet