capa
Black Friday 2018 revelou aumento das compras feitas em lojas físicas
São Paulo, 06 de Dezembro de 2018 ás 11h08

Já consolidada como a segunda melhor data do ano para os lojistas do Brasil, a Black Friday abre a principal temporada de compras do ano, e é seguida pelo Natal e o saldão pós-Ano Novo. E para entender o comportamento dos brasileiros durante esse período voltado para as compras, a Google realizou uma pesquisa entre os dias 25 e 30 de novembro, que foi respondida pela internet por 500 consumidores do país — e o resultado mostra algumas tendências interessantes.
 
A pesquisa mostra que a data ainda é a porta de entrada para muitos brasileiros no mundo das compras online e, para 31% dos que responderam a pesquisa, o ano de 2018 foi a primeira vez que fizeram compras durante a Black Friday, enquanto outros 16% afirmaram ter sido a primeira vez que fizeram qualquer tipo de compra online. Além disso, o fato de muitas lojas terem antecipado suas ofertas fez com que ⅓ dos participantes da pesquisa fizessem suas compras antes da sexta-feira (dia 23, o dia exato da Black Friday).
 
Entre aqueles que fizeram suas compras durante o período da pesquisa, apenas 31% compraram itens para presentear alguém, o que quer dizer que pouco mais de ⅔ dos consumidores utilizaram a data para gastar em proveito próprio.
 
Apesar de ainda ser uma porta de entrada para o comércio eletrônico, a Black Friday deste ano mostrou um aumento da procura por lojas físicas, com 39% dos consumidores escolhendo fazer suas compras apenas nelas — e o preço do frete é o principal culpado, pois muitos produtos, ao somar-se o valor do frete, ficavam até mais caros do que o valor de uma compra feita em loja física. Mas isso não quer dizer que as compras pela internet estão perdendo espaço: 61% dos consumidores fizeram pelo menos uma de suas compras através de lojas virtuais, e pela primeira vez a porcentagem de pessoas que compraram através de aplicativos (13%) superou a de pessoas que fizeram suas compras em supermercados/hipermercados (12%).
 
O crescimento das buscas por produtos na Black Friday 2018 foi 12% maior em relação ao ano passado, mas o preço não tem sido mais a única coisa que os consumidores brasileiros têm procurado. Segundo dados da pesquisa, ele ainda é o fator mais importante (41%) para fechar uma compra, mas esse percentual caiu 4% em relação ao ano passado, enquanto fatores relativos à qualidade do serviço da loja (como confiança na marca, valor do frete, tempo de entrega, formas de pagamento e opção de retirada na loja) já respondem por 48% dos motivos pelos quais uma pessoa resolve comprar determinado produto. E isso se deve também a uma mudança na percepção das ofertas, já que 43% dos entrevistados afirmaram que todas as lojas tinham preços parecidos, o que fez com que 53% das compras durante o período fossem feitas em uma única loja devido a condições de pagamento especiais.
 
De acordo com dados da Ebit, as vendas do e-commerce tiveram um crescimento de 23% em relação à Black Friday do ano passado, atingindo um total de U$ 2,6 bilhões, com o ticket médio (valor médio das compras efetuadas no período) de R$ 608, que equivale a um aumento de 8% em relação ao ano passado (o que significa um aumento real no preço do ticket, já que a inflação média do período foi de 3,62%).
 
Os setores que mais faturaram durante a Black Friday foram o de eletrodomésticos (R$ 434 milhões), smartphones (R$ 402 milhões) e TVs (R$ 345 milhões), mas os que tiveram o maior crescimento percentual de procura em relação ao ano passado foram os setores de limpeza, pneus, eletrodomésticos, móveis & decorações, e cama, mesa e banho, além do setor de pets.
 



Canaltech (05/12/2018)



Comentários

    Atenção para o vencimento: 31 de janeiro
    

  Cadastre-se e receba nossa
  newsletter mensal




Filiado à

Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de São Paulo - Av. Brigadeiro Faria Lima, 1656 2°andar - Conjunto 21 - Jardim Paulistano
CEP 01451-001 - São Paulo - SP - Telefone: 11 3035-0099 - atendimento@sinaprosp.org.br

Todos os direitos reservados – Sinapro-SP – Desenvolvido por Dainet