capa
MSL avalia impacto da IA nas estratégias de comunicação
São Paulo, 04 de Dezembro de 2018 ás 11h02

Para avaliar o impacto da inteligência artificial nas estratégias de comunicação, a MSL, agência de relações públicas do Grupo Publicis, apresenta a pesquisa “Movidos à Inteligência Artificial – O Marketing e a Comunicação na Era do Algoritmo”.

O estudo apurou que profissionais que lideram as funções de comunicação nas empresas (PR, publicidade ou marketing) "estão adotando a inteligência artificial com um nível surpreendente de confiança e otimismo."

A pesquisa ouviu 1846 comunicadores, 203 deles do Brasil. Os outros eram da Alemanha, China, EUA, França, Índia, Itália, Polônia e Reino Unido.

Entre os brasileiros, 86,7% (83% no mundo) afirmaram dar significativa prioridade à necessidade de se familiarizar com assunto e 87% de profissionais no Brasil (84% globalmente) disseram que o treinamento e a educação sobre o tema são "cruciais aos líderes de mercado". No entanto, apenas 29% (no mundo) informaram que suas empresas estão investindo em educar suas equipes em IA.

"O tema se tornou prioridade - ou bastante prioridade - para mais de 86% dos participantes e 62% deles reconheceram que a IA faz parte da estratégia de cinco anos de suas empresas. Trata-se de uma oportunidade única para quem trabalha com comunicação”, avalia Carolina Fullen, diretora de inovação e novos negócios da MSL Brasil.

Sobre a relação entre anunciantes e agências, 64% dos profissionais no país (70% globalmente) acreditam que suas parceiras de comunicação estão se valendo da inteligência artificial para ajudá-las em suas estratégias comerciais.

A preocupação de que robôs substituam humanos em suas funções produtivas, o que geraria desemprego, é vista pela maioria dos entrevistados (82% no Brasil, 80% globalmente) como uma possibilidade distante nos próximos cinco anos.

A pesquisa aponta ainda as áreas em que os profissionais planejam apostar mais em IA em suas empresas:

- Marketing (52% Brasil vs 47% global)
- Criatividade (49% Brasil vs 42% global)
- Treinamento de funcionários (53% Brasil vs 42% global)
- Insights e estratégia (38% Brasil vs 41% global)
- Gestão de crise (25% Brasil vs 26% mundo)
- Métricas e mensuração (17% Brasil vs 25% mundo)
- Relação com as agências (21% Brasil vs 25% mundo)

Além dos dados coletados pela pesquisa, profissionais da MSL, em parceria com a Sapient, empresa de soluções digitais do Publicis, traçaram 11 previsões sobre o impacto da inteligência artificial na atuação dos profissionais de comunicação. Confira abaixo quais são elas:

1. IA será uma prioridade-chave para os profissionais de comunicação
2. IA transformará a relação entre os profissionais de comunicação e de tecnologia
3. IA ajudará comunicadores a trabalhar melhor
4. IA tornará a mensuração das campanhas de comunicação mais assertivas
5. IA direcionará o trabalho do operacional para o estratégico
6. A IA forçará as marcas a serem mais claras e transparentes
7. IA mudará o engajamento entre consumidores e marcas
8. IA continuará permitindo a hiperpersonalização da comunicação
9. A IA mudará a maneira como enxergamos a ética
10. A IA mudará a estrutura de agência
11. A IA não substituirá o ser humano, ao contrário, tornará seu papel mais relevante


 



Clube da Criação (03/12/2018)



Comentários

    Atenção para o vencimento: 31 de janeiro
    

  Cadastre-se e receba nossa
  newsletter mensal




Filiado à

Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de São Paulo - Av. Brigadeiro Faria Lima, 1656 2°andar - Conjunto 21 - Jardim Paulistano
CEP 01451-001 - São Paulo - SP - Telefone: 11 3035-0099 - atendimento@sinaprosp.org.br

Todos os direitos reservados – Sinapro-SP – Desenvolvido por Dainet